Tradução Inglês

Home>>Novidades>>Trabalho sobre Projeto Stirling/UNIFEI é apresentado em Evento Internacional

 

TRABALHO SOBRE PROJETO STIRLING/UNIFEI É APRESENTADO EM EVENTO INTERNACIONAL

 

Nos dias 26 e 27 de setembro último, aconteceu na cidade de Osnabruck, Alemanha, o International Stirling Fórum 2006. Trata-se de um evento bi-anual dedicado ao motores Stirling (motores de combustão externa) e suas aplicações.

Como de costume, praticamente toda a comunidade Stirling – internacional compareceu ao evento para discutir os avanços teóricos e práticos nesta temática. A atenção esteve centrada em vários aspectos: a microgeração com motores Stirling para fins domésticos, as limitações e problemas de modelamento matemático destes motores, a utilização de motores de pistão livre em aplicações espaciais, as aplicações em pratos parabólicos que utilizam energia solar e a cogeração com a utilização de biomassa.

O Prof. Dr. Electo Silva Lora, Coordenador do Núcleo de Excelência em Geração Termelétrica e Distribuída (NEST), do Instituto de Engenharia Mecânica (IEM) da Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI), apresentou neste Seminário o trabalho The use of Stirling energy as a technological option to generate electricity in isolated áreas. Este trabalho contou com a co-autoria dos pesquisadores da UNIFEI Marco Antonio Rosa de Nascimento, Vladimir Melián Cobas, Rafael Bergamasco de Paula e a participação de André Martins da CEMIG e Silvio Romero de Abreu da AGTherm, assim como do assessor Austríaco Dr. Erich Podesser. O objetivo do artigo foi mostrar os avanços no projeto de um sistema para a geração de eletricidade em pequena escala (9kW) composto de um motor Stirling acoplado a uma fornalha a biomassa. Este projeto está sendo financiado pelo programa CTNERG e gerenciado pelo Ministério de Minas e Energia e o Conselho Nacional de Pesquisas. Em paralelo um projeto semelhante está sendo desenvolvido com financiamento da CEMIG.

Em uma primeira seção do trabalho apresentam-se os resultados de um estudo sobre a demanda energética média das comunidades da região amazônica que é de 5 – 10 kW elétricos. Descrevem-se no mesmo os resultados da modelagem do sistema proposto e seus principais parâmetros, assim como se define a potência térmica necessária da fornalha que fornece os gases quentes para o motor.

Paralelamente à conferência, realizou-se uma exposição de motores Stirling e sistemas de geração que iam desde uma enorme variedade de modelos educativos até sistemas reais das empresas Whispergen, Sunmachine, SOLO e Stirling Systems. Um inventor suíço fez funcionar um motor Stirling acoplado a um gaseificador de biomassa num espaço aberto anexo à área da exposição. A maior novidade foi o módulo gerador da Sunmachine, um sistema compacto que funciona com pellets de madeira. Através da pirólise dos mesmos gera-se um gás que é queimado diretamente no trocador do motor Stirling. Por “apenas” 23.500 Euros esta maravilha de 1,5 – 3,0kW de potência, transforma pellets de madeira em eletricidade com uma eficiência de 20 – 25%.

Como conclusão pode-se dizer que o motor criado pelo Reverendo Robert Stirling em 1818, continua procurando seu nicho de aplicação comercial. Desta vez parece estar no caminho certo: o sol, a biomassa e a microgeração nas moradias e nas naves para vôos interplanetários.

O Professor Lora durante a sua apresentação no Stirling Fórum 2006
O Professor Lora durante a sua apresentação no Stirling Fórum 2006

 

Gaseificador de biomassa acoplado a um motor Stirling na área de exposição do congresso
Gaseificador de biomassa acoplado a um motor Stirling na área de exposição do congresso.

 

Conversor avançado Stirling da NASA: 110 W, 38 % de eficiência com radioisótopos (Plutônio 238) como fonte de calor. Tempo de operação: 14 anos
Conversor avançado Stirling da NASA: 110 W, 38 % de eficiência com radioisótopos (Plutônio 238) como fonte de calor. Tempo de operação: 14 anos

 

Esquema de operação do sistema da Sunmachine
Esquema de operação do sistema da Sunmachine

 

Esquema do sistema Fornalha/Motor Stirling em desenvolvimento pelo NEST/IEM/UNIFEI
Esquema do sistema Fornalha/Motor Stirling em desenvolvimento pelo NEST/IEM/UNIFEI